Você está em Home > Entrevistas > Entrevista com Fabrício Nobre

Entrevistas

Fabrício Nobre

Cultura em construção - O rock de Fabrício Nobre

Para quem ainda acredita que trabalhar com arte e cultura é sinônimo de negócio fácil, precisa começar a rever os seus conceitos. "Das oito da manhã às oito da noite", a rotina de trabalho do produtor cultural Fabrício Nobre é a prova disso. Ex-sócio da Monstro Discos, foi no escritório da Construtora Música e Cultura, seu novo empreendimento, que o vocalista do MQN falou sobre política, leis de incentivo e, claro, produção cultural .

Para Fabrício, os coletivos que vêm surgindo de uns cinco anos para cá, como a própria Associação Brasileira de Festivais Independentes (Abrafin) e o Circuito Fora do Eixo, são a formalização de algo que sempre existiu no meio independente: a união de esforços entre artistas e produtores ou, em outras palavras, a conhecida brodagem.

Co-fundador da Abrafin e presidente da organização em seus primeiros anos de existência, Fabrício diz que a Associação surgiu num momento em que diversos festivais estavam enfrentando problemas financeiros. A iniciativa fortaleceu a classe de produtores musicais e os ajudou a atuar politicamente.

Apaixonado por Goiânia, cidade onde nasceu e mora há 32 anos, Fabrício quer trabalhar para que a cidade seja cada vez melhor. Ele acredita que toda manifestação cultural deva ser comprometida com sua localidade. E que isso foi o diferencial para a cena da capital goiana tornar-se a referência que é hoje no cenário independente.

Nas bandas que produz, procura sempre uma história interessante para contar – além da própria música – e muito comprometimento. Fabrício ainda sugere os livros de Martin Atkins para quem deseja entrar no mercado cultural. Fica a dica!

Assista à entrevista:

       


» Fora do Eixo Goiás
» Goiânia Rock City
» Goiânia Rock News
» Heavyrama
» Jurassik Dark
» Licor de Chorume
» Sem reais